Método Dorn-Breuss

O Método Dorn-Breuss é, de facto, o resultado da combinação de duas técnicas:

O Método Dorn (que consiste basicamente no reajuste manual da coluna vertebral) e a Massagem Breuss (que consiste basicamente numa massagem energética nos discos intervertebrais). O Método Dorn foi criado por Dieter Dorn, um naturalista alemão, e visa o realinhamento da coluna vertebral e dos membros através de técnicas específicas que permitem o correcto encaixe de articulações, alinhamento de vértebras, permitindo desbloquear a energia e toxinas acumuladas ao longo da coluna vertebral. É um método simples, muito eficaz e seguro. Todavia, o Método Dorn não pode ser auto-aplicado; apenas algumas técnicas de ajustamento de articulações dos membros podem ser feitas em casa pelo próprio paciente. A Massagem Breuss foi desenvolvida por Rudolf Breuss, também de origem alemã, e visa igualmente o desbloqueamento energético da coluna vertebral. É uma massagem suave e energética que contribui para reduzir eventuais dores na coluna vertebral. Foi apenas em 1988 que Harald Fleig, um adepto do Método Dorn, conheceu Rudolf Breuss e aprendeu com ele a então designada "massagem dos discos". Harald Fleig reconheceu a enorme potencialidade deste tipo de massagem e achou que seria muito mais eficaz se fosse combinada com o Método Dorn. Os efeitos provocados pelo Método Dorn-Breuss não devem incluir qualquer tipo de dor. Geralmente, a Massagem Breuss é sempre aplicada antes do Método Dorn. Isto porque os músculos devem ser previamente aquecidos pela Massagem Breuss para depois se poder trabalhar melhor o encaixe de articulações dos membros e o alinhamento vertebral. 

As indicações para a utilização do Método Dorn-Breuss vão desde quadros agudos com dor óssea e osteoarticular, com possível tensão e/ou rigidez muscular, até situações crónicas a nível musculo-esquelético acompanhadas de dor e/ou incapacidade funcional. O desalinhamento das vértebras e o não encaixe correcto das articulações acarretam diversas patologias físicas, emocionais e mentais que, por sua vez resultam em variados distúrbios.
O Método Dorn-Breuss pode ser aplicado em todas as idades, pacientes acamados, pacientes neurológicos, obesos e é também eficaz em quadros de escoliose infantil e em adolescentes.

Principais indicações clínicas:
Escoliose;
Hérnia do disco;
Lombalgia;
Cervicalgia e cervicobraquialgia;
Compressão das raízes nervosas;
Dor nas articulações;
Desnível da Bacia;
Diferença no comprimento das pernas;
Tensões articulares;
Dor de cabeça (enxaqueca, Cefaleia);
Vertigem;
Distúrbios de visão;
Tinitus (sons no ouvido);
Hipertensão arterial e hipotensão arterial;
Distúrbios cardíacos;
Distúrbios respiratórios;
Distúrbios menstruais;
Incontinência urinária e fecal;
Distúrbios digestivos;
Doenças neurológicas;
Alergias;
Depressão;
Fobias;
Insónia;
Falta de concentração.

O Método de Dorn-Breuss não pode ser aplicado a pessoas com Cancro. No caso de Osteoporose não pode ser aplicado o método de Dorn mas apenas a Massagem Breuss. Pessoas com problemas de descalcificação óssea não podem receber técnicas de pressão e tracção exageradas.Esta terapia não pode ser aplicada logo após uma refeição completa, nem a pessoas alcoolizadas, a pessoas com síndrome de chicote, a pessoas operadas recentemente ou que tenham sofrido um trauma físico recente. Também não pode ser aplicada a pessoas com espinha bifida, feridas abertas, doenças infecciosas, doenças de pele contagiosas, quistos de origem desconhecida e febre elevada.
Caso os sintomas persistam é recomendado um novo tratamento no espaço entre 1 a 4 semanas após a primeira sessão. Esta terapia deve ser aplicada com o mínimo de 5 dias de diferença entre cada sessão.

 
 
G
M
T
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A função de fala é limitada a 200 caracteres
 
[removed]
 
Opções : Histórico : Comentários : Donate Encerrar

2015 - Todos os direitos reservados - CentroTerapêuticoLeiria

Siga-nos em

  • Facebook App Icon
Instagram_icon.png